Sábado, 25 Novembro 2017

Relato Sobre a Reunião da FENAINFO com a Casa Civil e Atualização da Situação sobre a MP 774/2017 – Desoneração da Folha de Pagamento. Destaque

Reunião com os Assessores Especiais da Casa Civil da Presidência da República, Matheus Stivali e Mauro Borgéa

Data: 26/06/2017 ;Horário: 10:00 ; Local: Palácio do Planalto; Participantes: Matheus Stivali – AESP/CC; Mauro Borgéa - AESP/CC; Tiago Reis – Superintendente do SINDESEI/DF e Vice-Presidente da Fenainfo; Guilherme Rennó – Assessor da Fenainfo.

                 A presente reunião teve como objetivo a abertura de diálogo com a Casa Civil, órgão que melhor representa a Presidência da República, no sentido de precaver o setor da edição de possíveis vetos presidenciais ao texto do relatório do Senador Airton Sandoval à MP 774/2017, que mantém o setor de TICs na política de desoneração, caso este venha a ser referendado pelo colegiado de deputados e senadores na Comissão Mista e, em seguida em assembleia, pelo plenário da Câmara e do Senado.  A reunião, que durou cerca de uma hora, teve como participantes os Srs. Matheus Stivali – AESP/CC; Mauro Borgéa - AESP/CC; Tiago Reis – Vice-Presidente da Fenainfo; Guilherme Rennó – Assessor da Fenainfo.

                 A reunião foi conduzida pelo Sr. Tiago Reis, Vice-Presidente da Fenainfo, que fez breve relato da trajetória da Fenainfo e do setor de TICs como um todo no processo de acompanhamento e posicionamento da MP 774/2017, que dispõe sobre a contribuição previdenciária sobre a receita bruta, colocando fim  à política pública de desoneração da folha para o setor. Foi feita referência ao estudo conduzido pela Brasscom, que orienta o pleito do setor em ser mantido na política de desoneração, a exemplo de outros setores como da construção e transporte coletivo. O Sr. Tiago explicou as peculiaridades dos negócios de TICs, os impactos positivos que a medida de desoneração tem trazido e as projeções de impactos negativos esperadas caso a política pública seja de fato extinta. Foi entregue o documento “Manifestação pela Manutenção integral do Parecer apresentado pelo  Relator  à MPV  774/17  (Reoneração  da Folha) assinado pelas entidades: ABES – Associação Brasileira das Empresas de Software; ACATE – Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia; ASSESPRO NACIONAL – Federação das Associações das Empresas Brasileiras de Tecnologia de Informação e FENAINFO - Federação Nacional das Empresas de Informática  e CETI - Conselho das Entidades de Tecnologia de Informação do RS.

                 O Sr. Matheus Stivali fez referência à sua última reunião com o setor de TICs no mês anterior para tratar do mesmo tema, no qual recordou a presença do Presidente da Fenainfo, Edgar Serrano. Em seguida, informou que os atores chave nesta questão são o Ministério da Fazenda e o Ministério do Planejamento, verdadeiros interessados na medida e que tem maior probabilidade de solicitarem vetos presidenciais ao projeto a ser aprovado pelo Congresso.

 Ficou subentendido que por iniciativa própria a Presidência da República não vetaria os pontos que devem ser aprovados. Também foi presumido que o governo considera certa a aprovação do relatório do Senador Airton Sandoval com a manutenção de vários segmentos dentro da política de desoneração.

                 O Sr. Mauro por sua vez, mostrou pouca perspectiva de aprovação da Medida Provisória por parte do governo, porém, há de se ressaltar que o pedido de veto dos Ministérios da Fazenda e Planejamento tem grande peso na decisão do Presidente em vetar ou não uma medida aprovada pelo Congresso. Perguntou se o setor tinha alguma alternativa para compensar a arrecadação em 2018 que não seja a desoneração da Folha. O Sr. Tiago informou que a construção desta solução foi cogitada, porém o foco escolhido foi trabalhar a medida provisória e seus impactos no setor. O Sr. Mauro questionou então se o setor não teria uma proposta de Reforma Tributária para o país, com foco em perspectivas comparadas, a fim de responder à pergunta: como os outros países enfrentam a questão da contribuição previdenciária patronal? O Sr. Tiago respondeu que não há tal estudo ainda, mas irá fazer a sugestão aos atores do setor que estão envolvidos. O Sr. Mauro declarou que, apesar da atual crise política, o Governo vai manter sua agenda de Estado, que é a aprovação das Reformas Trabalhista e da Previdência, além da propositura de uma Reforma Tributária, já iniciada por grupo de trabalho criado no âmbito da Casa Civil.

                 Ainda há grande indefinição quanto a qual fim levará a medida provisória 774/2017. Por esta razão, a atenção e manutenção da pressão constante e sistemática que o setor tem aplicado sobre os principais atores do governo envolvidos neste pleito é fundamental para que o resultado seja a manutenção do setor na política de desoneração da folha.

Próximos passos

  1. O relatório apresentado pelo Senador Airton Sandoval, que inclui o setor de TICs nas categorias que mantém a política de desoneração, está previsto para ser votado nesta quarta-feira, dia 28/06, às 14:30 no Plenário 6 do Senado Federal na Comissão Especial.
  2. Aprovado o relatório na Comissão Especial este será enviado para votação ao Plenário da Câmara, e, em seguida, pelo Plenário do Senado Federal, até o dia 10 de agosto de 2017, caso não seja enviada ao Executivo e sancionada até esta data a Medida Provisória perderá a validade, vai caducar.
  3. O Senador Renan Calheiros, líder do PMDB no Senado, no dia 13 de junho fez discurso no plenário declarando-se totalmente contrário à MP 774/2017, em suas palavras "Somadas à reforma da previdência e essa reforma trabalhista, da forma como está, essa MP só vai agravar ainda mais a crise que vivemos no Brasil".

 Esta demonstração do líder do governo que tem atuado contra o governo com certeza é um fator de desestabilização levado em consideração pelo Planalto para possível edição de vetos.

  1. Continuar a pressionar os Congressistas,; o Ministério da Fazenda (com especial ênfase ao Banco Central e Receita Federal); o Ministério do Planejamento; o Ministério da Ciência e Tecnologia e a Casa Civil da Presidência da República.

 Registro Fotográfico:

 

Da direita para esquerda: Guilherme Rennó – Assessor da Fenainfo; Tiago Reis – Superintendente do SINDESEI/DF e Vice-Presidente da Fenainfo; Matheus Stivali – AESP/CC; Mauro Borgéa - AESP/CC.

About Author

Itens relacionados (por tag)

  • Workshop Vendas para o Governo

    Voltado às empresas de TIC e Startups que ainda não vendem para o Governo ou as que desejam ampliar os seus volumes, o TECSOFT e o SEBRAE DF convidam para uma mesa redonda com especialistas para discutir como participar deste mercado e também dar sua contribuição para a melhoria da gestão pública.
     
    Palestrantes convidados:
     
    Sérgio Tadeu Neiva Carvalho - Coordenador-Geral de Auditoria de Tecnologia da Informação do Ministério da Transparência e CGU
    Raimundo Costa -  Presidente da Govware Consultoria. Ex-superintendente do Serpro e diretor regional da Microsoft.
    DATA: 23/11/17
    HORÁRIO: 18:30 as 21:30
    LOCAL: Sebrae 515 norte

     
    Faça sua inscrição gratuita em:  https://www.sympla.com.br/workshop-venda-para-o-governo__216098
     
    Maiores informações:  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..com.br / 3362-1791

  • Uma Discussão Prática do Direito Penal Tributário

    O SINDESEI-DF apoia o evento "Uma Discussão Prática do Direito Penal Tributário", realizado pela Comissão de Assuntos e Reforma Tributária da OAB-DF.

    Na pauta, painéis de extrema relevância para o setor produtivo, como o dolo no direito penal tributário, o lançamento tributário da sonegação fiscal, entre outros.


    Serviço

    Data: 24/11
    Horário: 08h30
    Local: CNC - Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo - SBN Quadra 01, Bloco B, nº 14, Edifício CNC, 15º ao 18º andar - Brasília/DF.

  • 1ª Mostra de Tecnologia Brasília + TI

    Temos a satisfação de trazer ao seu conhecimento, a 1ª Mostra de Tecnologia Brasília + TI, que  no período de 05 a 07 de Dezembro de 2017. 

     A Câmara Legislativa sediará o evento que acontecerá sob o tema “A Importância da TI na recuperação da Economia” As entidades representantes do SETOR, SINFOR/DF, ASSESPRO/DF, SINDESEI/DF, CAMARA TEMÁTICA DE TI DA FECOMÉRCIO-DF, TECSOFT E ASTEPS DF, com o apoio do SEBRAE/DF, reunirão no mesmo espaço setenta estandes, sendo estes tanto para micros e pequenas quanto para médias e grandes empresas de TI, que mostrarão o potencial da TI do DF. As Startups de Brasília estarão presentes com projetos e soluções para a crise hídrica, da saúde e da educação.

    A programação da Mostra de TI conta com espaço de conferências, exposição e networking. Estarão presentes os principais executivos do setor de TI, líderes empresariais, autoridades de governo, acadêmicos, consumidores e a imprensa, reunindo aproximadamente quatrocentos visitantes por dia.  

    As palestras terão temas de grande relevância para o momento em que vivemos e renomados especialistas do setor debaterão sobre políticas públicas para TIC e a importância do setor na recuperação da economia, entre outros. Oportunidade única de conhecer experiências aplicadas e vivenciadas, contribuindo para o constante crescimento e impacto do setor de TIC na vida econômica e social na era digital. 

    Assim sendo, contamos com a importante participação da sua empresa e, para tanto, anexamos o book institucional para que possas conhecer mais sobre o evento. Nele, disponibilizamos o mapa com estandes nos modelos básico e especial, para que você possa escolher o seu e fazer a adesão através do formulário anexo. Para maiores informação sobre como expor no evento, entre em contato com Lucia Soares, através dos telefones (61) 3233-1439 / 3234-4166 / 96546220 ou do email Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

    Anexamos também, para seu conhecimento, a versão preliminar mais atualizada da programação, para que você possa divulgar os temas entre os profissionais da sua empresa. Para a participação no evento, faz-se necessária a inscrição gratuita no www.brasiliamaisti.com.br.